×

Atenção

JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 402
JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com ID: 128

Consteladores

cristina-vasconcelos

Informações adicionais

CONSTELAÇÕES Familiares e Organizacionais

- ABORDAGEM SISTÊMICA -

Quando em você , você mesmo  percebe algo que merece transformação, você pode transformar. Dê início ao processo . Ao seu processo . Tudo o mais com o que você se relaciona, estará se transformando como parte da evolução natural do seu movimento. O processo sempre é  sistêmico , o pontapé inicial acontece fenomenologicamente ,  e muita coisa começa a fazer sentido .

Venha conhecer e incluir o pensamento sistêmico nos seus processos de solução . Para atender aos interessados , ofereço

PALESTRAS PARA GRUPOS de pessoas ou Organizações empresariais ou pedagógicas,

WORKSHOPS VIVENCIAIS realizados mensalmente no  RIO DE JANEIRO  EM COPACABANA, 

CURSO PARA FORMAÇÃO DE CONSTELADORES para grupos de pessoas interessadas no aprofundamento do tema,

e ainda : SUPERVISÃO para consteladores em formação, ou para consteladores interessados em ampliar seus conhecimentos para a aplicação do método

Sentindo-se em sintonia, VENHA PARTICIPAR .
Se ainda não conhece, VENHA CONHECER .
Se preferir , INSCREVA-SE para fazer a sua formação  ou supervisão ou ainda, para olharmos juntos para uma questão sua , PARTICULAR em um dos nossos workshops ou mesmo em uma sessão individual e particular  em consultório .

Inscrições pelo telefone: (21) 9 9765 1534 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Informações adicionais

formacao-em-leitura-corporal-ff

Informações adicionais

Workshop em Constelações Familiares

 

ilustra-kliemann

 

Resgatando a força da vida!

 

     Quase sempre, quando  chegamos ao final de um ano  nos sentimos

cansados e , muitas vezes , nos faltam forças para recomeçar. Neste início

de 2014 a proposta deste encontro é resgatar a força  original que temos,

que nos impulsiona para a vida e que vem de nossos ancestrais.  Venha

conosco passar  o dia  25 de janeiro. O programa inclui exercícios 

sistêmicos e constelações, através  das compreensões de Bert Hellinger

Esperamos você.

Luiza H. S. Kliemann 

Terapeuta e consteladora

Certificada pelo centro latinoamericano de constelaciones familiares y soluciones sistémicas, Argentina.

Certificada pela Hellinger sciencia , Alemanha.

 

LOCAL: MERKABAH - ESPAÇO DE DESENVOLVIMENTO PESSOAL E PLANETÁRIO 

 

               RUA MONTEIRO LOBATO ,443  BAIRRO  PARTENON

               HORÁRIO : DAS 10H ÀS 18H

               INVESTIMENTO : 180,00 REAIS POR PESSOA

               INSCRIÇÕES POR E-MAIL OU TELEFONE

               Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 51 -  3779 7266

 

                                                                              WWW.ESPACOMERKABAH.COM.BR

Workshop em Constelações Familiares 

                       

                                        

 

            Vínculos saudáveis, amor que flui !!!

                       

                                                   “Para que uma relação sentimental prospere,tem que crescer na direção da inclusão e não da exclusão.A relação tem que expandir-se, acolhendo mais  pessoas. Quando uma relação amadurece deixamos de perceber os demais como ameaça para nossa intimidade e nos permitimos  convidá-los a  participar dela” Svagito R Liebermeister

   Temos o prazer de convidá-lo para mais um workshop de  Constelações Familiares. Neste encontro vamos  trabalhar nossos vínculos,  a maneira de olhar com bons olhos nossas relações interpessoais e afetivas, para que o amor flua em nossas famílias  e em nossa vida . Esperamos você no dia 07 de dezembro. Seus amigos e familiares são bem vindos.

Luiza H.S.Kliemann

Terapeuta e Consteladora

Certificada pelo Centro Latinoamericano de Constelaciones Familiares y Soluciones Sistémicas. Argentina

Certificada pela Hellinger Sciencia - Alemanha

 

Local : Merkabah - espaço de desenvolvimento pessoal e planetário

Rua Monteiro Lobato, 443 Bairro Partenon .Poa - Rs

Horário: das 10h às 18h

Investimento : 180,00 Reais

inscrições por e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

ou no fone 51- 3779 7266

 

www.espacomerkabah.com.br

  Workshop em Constelações Familiares 

                       

                                       

            Vínculos saudáveis, amor que flui !!!

                       

                                                   “Para que uma relação sentimental prospere,tem que crescer na direção da inclusão e não da exclusão.A relação tem que expandir-se, acolhendo mais  pessoas. Quando uma relação amadurece deixamos de perceber os demais como ameaça para nossa intimidade e nos permitimos  convidá-los a  participar dela” Svagito R Liebermeister

   Temos o prazer de convidá-lo para mais um workshop de  Constelações Familiares. Nesteencontro vamos  trabalhar nossos vínculos,  a maneira de olhar com bons olhos nossas relações interpessoais e afetivas, para que o amor flua em nossas famílias  e em nossa vida . Esperamos você no dia 07 de dezembro. Seus amigos e familiares são bem vindos.

Luiza H.S.Kliemann

Terapeuta e Consteladora

Certificada pelo Centro Latinoamericano de Constelaciones Familiares y Soluciones Sistémicas. Argentina

Certificada pela Hellinger Sciencia - Alemanha

 

Local : Merkabah - espaço de desenvolvimento pessoal e planetário

Rua Monteiro Lobato, 443 Bairro Partenon .Poa - Rs

Horário: das 10h às 18h

Investimento : 180,00 Reais

inscrições por e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

ou no fone 51- 3779 7266

 

www.espacomerkabah.com.br

Informações adicionais

Workshop em Constelações Familiares 

 

gravura-kliemann

 

Criando vida- constelando relações para os novos tempos

 

 

“Acontece que enquanto permaneço apontando o dedo para o outro que me desafia, acusando-o de me oferecer resistências e frustrações, deixo passar a chance de apreciar dentro de mim aquilo que me amplia e me faz seguir adiante para conquistar o que parecia ser impossível.Deixo de apreciar o quanto fui capaz de ir muito além do esperado e de ter construido tanto. Quando faço assim, permaneço pequeno na minha ignorância,ainda a espera que o outro, por milagre passe a me servir e fazer aquilo que me convém.”  Ricardo Mendes.  Luzes no Caminho . 2013

 

 

No dia   26 de outubro estarei realizando mais um  encontro  de constelações familiares, desta vez conectada com o tema dos relacionamentos e a implicação com nossas crenças, padrões, heranças  e universo espiritual.O encontro é aberto para qualquer pessoa que queira  aprofundar seu auto-conhecimento neste tema.As inscrições estão abertas e será um prazer recebê-los.

 

 

Luiza H.S.Kliemann

Terapeuta e Consteladora

Certificada pelo Centro Latinoamericano de Constelaciones  Familiares y soluciones sistémicas. Argentina

Certificada pela Hellinger Sciencia –Alemanha

 

 

Local:Merkabah-espaço de desenvolvimento pessoal e planetário

         Rua Monteiro Lobato 443 Porto Alegre –RS  Brasil

 

Inscrições:

email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fone- 51 3779 7266 com Karina

 

Horário: das 10.00h às 18.00h

 

Investimento: 180 reais

Informações adicionais

DIVUGAÇÃO - ACRILICO PAREDE

Informações adicionais

Mudanças e mais mudanças. Esta tem sido uma década de grande mudanças que estão ocorrendo nas áreas do conhecimento, nas formas de pensar, nos valores e nas relações de poder entre as pessoas. A palavra de ordem é: é preciso mudar para sobreviver e permanecer competitivo. Mudar métodos de gestão empresarial, mudar processos de gerenciamento de pessoas. Em uma sociedade onde informações surgem com rapidez vertiginosa, a demanda por mudanças cada vez mais velozes e capazes de gerar diferenciais passa a ser um dos principais focos de pressão.
Por outro lado, se pudermos olhar a competitividade como sendo a inovação tornada realidade, assegurando um diferencial competitivo às empresas, podemos deduzir facilmente que todo o diferencial, face à rapidez da informação e ao crescente surgindo de novas tecnologias, é rapidamente igualado pelas empresas no mercado. Assim, o que levava meses e até anos para ser alcançado pelos concorrentes, hoje não é mais uma vantagem competitiva duradoura. Logo, em um mundo onde as vantagens competitivas se igualam em pouco tempo, o principal diferencial competitivo passa a ser o fator humano nas empresas. Este é capaz de enfrentar, com sucesso, a competitividade.
É preciso mudar. Adotar-se “reengenharia”, “quebra de paradigmas”, “inovação”, “criar sinergia”, “teamwork” e quantas outras palavras quisermos acrescentar...
Parece simples, no discurso. Difícil, porém na ação. O processo de mudança começa pelas pessoas. E pessoas não são tão simples quanto aparentam ser. Cobram-se mudanças nas empresas, esquecendo-se de que o principal fator capaz de torná-las permanente competitivas é o fator humano.
Não acredito que se possa desvincular a qualidade das pessoas. Por trás de todos os processos estarão sempre pessoas responsáveis por sua implementação e, até mesmo, controle. Todo e qualquer processo de mudança, para ser efetivo, necessita ser, primeiro, assimilado pelas pessoas. Assim, um bom caminho para enfrentar a crescente demanda por qualidade nas empresas é preparar e instrumentalizar seus colaboradores constantemente.
Para ajudar pessoas em seus processos de mudança, é preciso ajudá-las a se auto-conhecerem. O raciocínio é simples: quanto mais eu me conhecer, saber porque ajo e reajo de certas formas, mais consciente estarei dos meus limites e potencialidades e cada vez mais poderei atuar sobre estes limites e potencialidades, ao invés de ser um mero espectador. Ou vejo a vida passar ou atuo como um agente de mudanças, inclusive facilitando aos esta mesma compreensão. Mas isto requer um envolvimento de minha parte, no sentido de querer fazer a diferença. É algo interior, íntimo, e está ligado à vontade de contribuir. Na vida, sempre posso optar entre fazer ou não fazer a diferença. Isto é consciência. Isto é o ser humano como diferencial.
Que eu possa, primeiro, produzir em mim as mudanças que eu desejo que aconteçam nos outros e na minha empresa. Que o meu nível de consciência permita a percepção de meus limites e de minhas potencialidades nos contextos onde vivo. Só quando eu me conhecer razoavelmente, poderei estar preparado para conhecer e aceitar as potencialidades e limitações dos outros. E só então interagiremos como pessoas plenas, motivadas por estímulos totalmente diferentes dos bem conhecidos por todos nós hoje: medo e pressão.
É preciso haver passado pelos processos de mudança para sermos capazes de repassar aos outros nossas experiências. Na pessoa que já as vivenciou, o discurso não fica só nas palavras. Baseia-se na ação e por isso mesmo lhe confere credibilidade. Esta a diferença: é preciso, antes, dizer eu para poder, com credibilidade, dizer nós e ser um fator humano capaz de mudar outros fatores humanos.
Facilitar ao outro a consciência de suas habilidades, a percepção de suas limitações, é servir de ponte entre o passado e o futuro. É preencher a figura do ser humano / profissional que gera o diferencial competitivo.
Hoje, no ritmo alucinado de nosso dia a dia com clientes cada vez mais exigentes e demandas cada vez mais fortes por parte da direção das empresas - sem esquecer as pressões normais da família e as necessidades materiais de segurança para sobrevivência - , a tendência é seguirmos a correnteza. Sem questionamentos.
A ausência da parada necessária para a reflexão sobre como as mudanças estão nos afetando, afetando o ambiente onde trabalhamos, ou mesmo onde vivemos, nos torna apenas meros observadores passivos, ao invés de participantes engajados nos processos. Provoca a deficiência do auto-conhecimento, tira-nos a visão estratégica do futuro e nos leva à falta do comprometimento e do envolvimento, atributos indispensáveis para fazermos a diferença nos ambientes sonde vivemos.
Como eu vejo o contexto atual, como eu me sinto ou me situo em relação a ele e qual o meu papel frente a esta realidade? Três perguntas simples, mas com grande poder de despertar o auto-conhecimento necessário para ser capaz de torna-me um diferencial competitivo e um agente facilitador de processos de mudanças, descobrindo e incentivando novas maneiras de resolver problemas.
Finalizando esta reflexão, trazemos um trecho retirado do livro Megatrends 2000, de autoria de John Naisbitt e Patrícia Abunderne, editora Amana-Key, falando sobre a megatendência intitulada Triunfo do Indivíduo:” Qualquer pessoa bem treinada pode ser um gerente. Mas um líder é um indivíduo que consegue fazer com que as pessoas o sigam, através de sua conduta ética e sua habilidade de criar um ambiente no qual o potencial único de cada indivíduo possa se realizar”.

Informações adicionais

Dia destes fui convidado para facilitar um treinamento para uma empresa.

 

A demanda: promover a interação e integração de vários diretores de empresas diferentes pertencentes ao mesmo grupo empresarial. Como subprodutos: heteroconhecimento, trabalho em equipe, favorecer troca de informações e aumento do sentido de pertencimento.
Idealizamos a abertura do evento com a palavra do CEO dando o tom e em seguida, eu, como facilitador, reafirmando os objetivos, conduziria a primeira atividade do dia que seria o World-Café, com as seguintes perguntas:
1) Quem sou eu pessoal e profissionalmente? Quais minhas maiores competências?
2) Por que escolhi o Grupo xxxxxx para trabalhar? Quais os valores que tenho em comum com essa organização? O que espero do resultado de meu trabalho nessa organização?
3) O que eu gostaria que acontecesse nesse encontro? O que eu não gostaria que acontecesse neste encontro?
Após o processamento desta experiencia teríamos uma atividade externa, um excelente e desafiador jogo visando metas e resultados, trabalho em equipe, sinergia, gerenciamento de recursos, tomada de decisão, enfim abrangente em todos os conceitos organizacionais.
Após o jogo, teríamos então um novo World-Café para o qual preparei as seguintes questões:
1)Que paralelos podemos traçar entre o jogo xxxxx e o nosso dia a dia profissional?
2) Não obstante toda a minha senioridade profissional, quais foram os maiores desafios?
3) Para mim qual foram os três aprendizados mais relevantes. Se eu tiver que levar esses aprendizados para o meu dia a dia profissional como farei para incorporá-los ao meu trabalho? Onde e como os incorporarei?
4) Qual foi o valor da troca de informações entre nós, como membros de equipe durante todo o jogo? Em nosso dia a dia profissional como e onde isto poderia nos ajudar e ao nosso grupo empresarial?
5) Quais os comportamentos, sentimentos e ideias que podem nos apoiar para que ao terminarmos este evento possamos dar continuidade ao nosso relacionamento, troca de informações e Orgulho de pertencer a este grupo?
E, após esta dinâmica, o clássico Fechamento: – O que levo daqui?
Hora de submeter a agenda ao CEO. Recebo dele e de sua equipe (aí incluído o RH) os seguintes questionamentos: A ideia é boa, mas precisamos saber o como você fará? Precisamos visualizar as dinâmicas.
Argumentei que, afora o agendado, a experiência e senioridade profissional e minha sensibilidade para ler grupos e pessoas fariam com que na hora decidisse quais seriam as intervenções e ou dinâmicas mais adequadas.
Isto não bastou. Percebi que estavam à procura de algo concreto, precisavam visualizar quais as técnicas que eu usaria. Não estavam se sentindo seguros. Declinaram do trabalho. Direito deles, sem dúvida alguma!
Depois do ocorrido comecei a pensar que todas as técnicas que aprendi na vida foram e são úteis, tais quais rodinhas de uma bicicleta quando você está aprendendo a pedalar. Depois, você pode tirar as rodinhas e confiar em você.
Muitas vezes ao conduzir trabalhos de treinamento, consultoria, coaching e constelação organizacional percebi que a única coisa que tenho e preciso “fazer” é praticar uma escuta ativa, estar inteiro focado no(s) cliente(s) e nas suas necessidades.
Toda a vez que utilizo o fazer (técnica), substituindo o meu ser (essência) por medo de que eu não vá atingir um objetivo desejado, significa que estou confiando mais na técnica do que em mim mesmo. Isto só atrapalha.
Em meu processo de aprendizado (lá se vão mais de trinta anos) compreendi que muitas vezes o que tenho de fazer é estar presente e apenas sair da frente (tirar meu ego) e acreditar que o que está acontecendo ali é perfeito e é o que precisa exatamente acontecer naquele momento e que a incerteza ou insegurança fazem parte do processo e vão se resolvendo na medida em que vão surgindo e, com elas, caminhamos juntos.
E, aí? Você nunca estará perfeito! Está pronto para tirar suas rodinhas?

Informações adicionais

Página 9 de 11